• Márcia Mesquita

Coaching: protagonista no ambiente corporativo para desenvolver pessoas.

É fato que o Coaching tem atuado fortemente para enfrentar as complexidades do meio corporativo, entregando alta performance e resultados acima da média. Os números, no Mundo, validam a metodologia. Confira!



Não podemos negar que o mundo corporativo tem um ambiente fascinante, apesar de todos os desafios. Mesmo com o crescente esforço que as empresas enfrentam para tornar eficaz suas regras, valores, culturas e, ainda, administrar tantas pressões, quando os resultados esperados aparecem, seguidos da satisfação que geram, tudo acaba valendo a pena!

É legítimo que a globalização potencializou o stress deste cenário intenso e dinâmico, direcionando todo e menor esforço para um único objetivo: RESULTADO. O papel de grandes executivos, diretores, gerentes e empresários tem exigido um conhecimento que vai além da peculiaridade do negócio. As complexidades políticas, comerciais, financeiras e comportamentais exigem um conjunto maior de competências, que devem torná-los verdadeiros mestres na arte de gerar resultados.


A responsabilidade é bastante elevada, mas a causa é nobre e não deve ser abandonada. São estes bravos profissionais que acabam sacrificando toda sua energia para não deixar a “máquina” parar. Afinal, países e nações dependem desta garra para manter as economias andando a “todo vapor”.


Sabemos que são inúmeras variáveis, internas e externas, que devem ser geridas: concorrências, prazos, indicadores, diretrizes, relações humanas que devem ser entendidas e conduzidas, seu próprio estado emocional, entre muitas outras questões que demandam um alto nível de habilidades, conhecimentos e, realmente, muita energia!


Ainda tem a vida pessoal e familiar para administrar em meio a tantas exigências. Mas que não devem ser menosprezadas, já que são a base para fortalecer o indivíduo e torná-lo capaz de enfrentar os desafios. O que vai credenciá-lo a superar as dificuldades e alcançar o sucesso será sua capacidade de enxergar além e resistir à pressão. Muitas respostas não estão na superfície, mas em esferas mais profundas que, depende somente de você, conseguir parar, desligar o piloto automático e voltar-se para soluções mais efetivas e sustentáveis.


Você deve estar se perguntado: Como isso é possível? Primeiro é fundamental buscar autoconhecimento, entender qual é o seu “modus operandi”, saber como você funciona. Descobrir quais são os seus pontos fortes e dedicar-se na construção e aproveitamento de um plano para aprimorar sua liderança. Além disso, otimizar competências, elevar a performance e aprender a equilibrar a vida pessoal e profissional, tratam-se de pontos essenciais para ter sucesso em qualquer área.


O Coaching é, sem dúvida, a metodologia mais usada, no mundo, para gerar clareza e entendimento sobre si mesmo, conduzindo o indivíduo às ações necessárias para alcançar seus objetivos, de maneira planejada e mais assertiva. Com embasamento comprovado cientificamente, alicerçado em pilares como a Programação Neuro Linguística (PNL), Psicologia Positiva e Cognitiva, entre outras áreas do saber, as técnicas levam à reflexão e mudanças de comportamento. Destaca-se também como uma ferramenta eficaz para consolidar um padrão que exige liderança, resultado e alta performance.


Veja alguns números que comprovam os resultados do Coaching no Mundo:


- Executivos que passaram pelo treinamento de Coaching melhoraram 90% a produtividade, 80% se mostram mais abertos a mudanças organizacionais e 70% conseguiram melhorar o ambiente e o relacionamento no trabalho. (Fonte: Folha de São Paulo).

Segundo publicação da revista Fortune 500, mediante um estudo com 100 executivos, o Coaching é uma ferramenta de desenvolvimento que quintuplica o valor investido.

- Uma recente pesquisa da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC-Campinas, realizada com 10 executivos que passaram pelo processo de Coaching, 100% aperfeiçoaram a capacidade de ouvir, 80% melhoraram a flexibilidade, 80% aprenderam a aceitar melhor as mudanças e 70% evoluíram a capacidade de se relacionarem. (Fonte: Revista Você S/A).


- Nos EUA, segundo o jornal Executive Channel, mais de 40% dos executivos já passaram pelo processo de Coaching. O método é tão difundido, que muitas empresas oferecem o serviço de Coaching como benefício do cargo.


- O Inside Business Channel aponta que 70% das empresas australianas contratam Coaches.


Segundo a Revista Fortune, mais de 40.000 executivos possuem coaches nos EUA. De acordo com a Bristol University 88% das organizações utilizam Coaching no Reino Unido.

- Um estudo feito pela Manchester Inc. mostra que a média do retorno de investimento em trabalhos de Executive Coaching é de 5,7%, apresentando melhoria significativa nos resultados da organização com o aumento nos lucros de 22% e a melhoria na satisfação dos clientes em 39%.


- No estudo da Fast Company descobriu-se que 43% dos CEO’s e 71% dos altos executivos já trabalharam com um coach. Além disso, 63% das organizações têm planos de aumentar a utilização do Coaching, e mais 92% dos líderes que atuaram com Coaches planejam recontratar ou continuar o trabalho.


- Um estudo publicado no Public Personnel Management Journal concluiu que os executivos que participaram de treinamentos gerenciais aumentaram em 22,4% sua produtividade. E, aqueles que tiverem Coaching, após esse mesmo treinamento, aumentaram sua produtividade em 88%.

ECoaching fundotransparent.png

Inscreva-se em nosso Mailling

E seja notificado sempre que houver uma nova publicação.

  • Facebook
  • Instagram